Ecotelhado

SAIBA O QUE É E QUAL É O SEU PROPÓSITO TRANSFORMADOR MASSIVO: AQUILO CAPAZ DE IMPACTAR MILHÕES DE VIDAS

21 de fevereiro de 2017

Acredito que chega uma idade em que a gente para pra pensar qual o nosso propósito aqui na terra. Para algumas pessoas essa pergunta vem antes e para outras, ela vem depois. Essa pergunta não é aquela de o que vou fazer para ganhar dinheiro, mas sim, qual seria o meu propósito aqui.

De uma hora para outra, a gente acaba perdendo um pouco os sonhos da nossa juventude porque as responsabilidades acabam batendo em nossas portas. Temos filho para cuidar, contas a pagar e acabamos esquecendo da nossa própria felicidade, de nossos objetivos.

Ok, todos concordamos que para viver é necessário ter dinheiro, mas caso a gente ganhe dinheiro fazendo o que gosta, é bem melhor, não é? Assim a gente cria uma rede de pessoas realmente dispostas a trabalhar bem, porque aquilo é o que elas são apaixonadas.

E esse tipo de pensamento que já passou pela minha cabeça, pela sua e de vários conhecidos, também passou pela de um amigo meu que acabou escrevendo um texto bem legal que resolvi compartilhar com vocês:

“Faz alguns dias que uma pergunta bastante interessante foi colocada diante de mim, e que me fez parar para refletir profundamente sobre muita coisa a respeito da minha vida. Qual é o meu MTP – Massive Transformative Purpose? Ou seja, o meu Propósito Transformador Massivo. Aquilo capaz de impactar milhões de vidas.

A humanidade está cheia de grandes problemas a serem sanados para que possamos continuar a desfrutar da abundância maravilhosa desse planeta, sem esgotar os recursos naturais tão preciosos que dispomos em nosso ecossistema.

Em nosso ritmo atual de exploração, esgotaremos os recursos naturais disponíveis em breve. Estudos nos mostram que estamos consumindo 40% da produtividade primária do planeta. Esse é um número perigosamente alto que nos faz pensar: Qual será o ponto de virada desse interruptor? O ponto em que a perda da biodiversidade será irreversível e catastrófica, do qual o nosso ecossistema não possa se recuperar mais. 45%, 50%, 60%… ninguém sabe. O que sabemos é que a população mundial migra para os 9 bilhões, e proporcionar todos os suprimentos e recursos para esse batalhão exigirá mais ação do que ficar no sofá olhando Netflix. Precisamos de mentes questionadoras, ávidas por evolução e conhecimento. Como citado no livro Abundância, de Peter Diamandis e Steven Kotler, ‘se não descobrirmos como melhorar o sistema e reduzir seus impactos, poucas são as esperanças de um futuro sustentável’.

Para descobrirmos as soluções necessárias para transpor os enormes desafios que temos pela frente, precisamos que você também se empenhe nessa jornada.

Não há como pensar em um Propósito Transformador Massivo (MTP) sem colocar em pauta essas questões. São questões que estão naturalmente em nossas mentes, mas que, no entanto, não paramos para refletir sobre como nós – eu, você, seu vizinho – podemos fazer parte das soluções, contribuindo para um novo amanhã.

De acordo com Salim Ismail, et al., em seu livro Organizações Exponenciais, ‘é fundamental que estejamos entusiasmados e totalmente apaixonados pelo problema que pretendemos abordar’. Ele nos deixa no ar a seguinte pergunta: ‘Qual é o maior problema que eu gostaria de ver resolvido’?

Um MTP deve ser uma jornada pela sua paixão pessoal, e não uma decisão de negócios, conforme Salim nos explica.

Howard Thurman, em uma passagem do livro, nos deixa a seguinte ideia: ‘Não basta perguntar o que o mundo precisa. Pergunte qual é a sua motivação. O que o mundo precisa é de pessoas que encontraram essa motivação’.

‘O trabalho é o amor que se torna visível. O objetivo não é viver para sempre; o objetivo é criar algo que viverá para sempre’. (Kahlil Gibran)

O que me deixou inquieto, assim como também deixou o meu colega de trabalho, Alexandre, foram as perguntas bombásticas que o livro Organizações Exponenciais nos larga no colo, para encontrar o nosso MTP.

O que realmente me interessa?
O que eu nasci para fazer?
O que eu faria se, hoje, recebesse um bilhão de dólares?

E a pergunta mais bombástica de todas, capaz de lhe fazer refletir por muitos dias:

O que eu faria se eu soubesse que jamais falharia?

Separe você também um tempo do seu dia para refletir sobre a vida, de uma forma mais profunda.

E aí! Qual é o seu Propósito Transformador Massivo?

Seja sincero com você mesmo nas respostas, e como diz o Goffi, bóra pra action!

Gostaria de compartilhar também outro pensamento de um professor:

Segundo Robert Happé em seu texto, Nosso propósito: “Não viemos para este mundo para aprender nada, viemos para o planeta Terra para criar um mundo melhor. A maioria das pessoas não sabe disso. Todos copiamos outras pessoas, temos tradições, repetimos o passado. Repito, não deveríamos repetir o passado, deveríamos criar um mundo melhor

O intelecto está ligado à mente, a inteligência está ligada ao coração. Uma pessoa inteligente une as coisas. Amor e União, isso é inteligência. Mas o intelecto separa: ‘O que é meu, é meu’ e ‘o que é seu, é seu’. Assim há sempre separação. Vivemos num mundo onde temos que aprender a unir as polaridades, as dualidades da vida…

Chegou a hora das pessoas lembrarem quem são. Lembrarem que são parte do divino e que vieram para cá com uma missão: criar harmonia. Harmonia não é uma coisa que surge sozinha, é uma coisa que se cria. ”

E então, o que quis passar dessa vez nesse post é para abordarmos, pensarmos mais no dia dia em nós mesmos. Nos autoconhecermos e refletirmos sobre nossas ambições e desejos como um indivíduo, mas que vive em uma comunidade, e que esse lugar, pode ser sim melhor para se viver, se quisermos.

 

Texto* | Bruno Volkmer Destefani

Adaptação* | Catarina Schmitz Feijó

Referências: Robert Happé

Ecotelhado
A Ecotelhado é a melhor empresa de soluções para arquitetura sustentável do Brasil. Navegue pelo site e veja o que podemos fazer pelo seu projeto.