ambiente interno com design biofilico

O que é Design Biofílico e sua influência na saúde e bem-estar

Publicado

Você já ouviu falar em Design Biofílico? Sabe o que isso significa?

Considerando que hoje vivemos 90% de nossas vidas em ambientes internos, as decisões de um projeto arquitetônico tornam-se tão importantes para a nossa saúde quanto as de um médico. Por isso, saber como podemos projetar esses espaços de forma mais saudável é essencial.

O Design Biofílico é uma forma inovadora de aproveitar a afinidade com a natureza para criar ambientes onde possamos viver, trabalhar e aprender com mais saúde, melhorando o desempenho e o bem-estar físico e mental das pessoas.

Continue a leitura deste artigo para saber mais sobre esse conceito e as vantagens do design biofílico.

O que é biofilia?

O termo Biofilia significa, literalmente, “amor à vida”. 

Essa expressão foi cunhada pelo psicólogo e filósofo Erich Fromm em 1964 e difundida pelo biólogo Edward Osborne Wilson, em 1984, quando lançou o livro com o nome Biofilia para explicar a afinidade inata dos seres humanos pelo mundo natural e a grandiosidade desta conexão.

A Biofilia é conhecida por muitas pessoas, mesmo sem que saibam o nome do termo. Se perguntarmos para as pessoas onde elas gostariam de relaxar ou onde se sentem melhores, a maioria responderia em algum lugar em contato com a natureza. É instintivo.

A resposta começa nos nossos ancestrais. O conceito do Design Biofílico vem da ideia de que 99% do nosso desenvolvimento é uma resposta adaptativa ao mundo natural. Se pensarmos no passado, a maior parte da nossa evolução como espécie se deu em ambientes selvagens, como florestas.

Nossa capacidade de respirar, enxergar, perceber o espaço e todo desenvolvimento das nossas funções corporais surgiu do contato direto com a natureza. 

Em um mundo com a rápida urbanização e o crescimento da tecnologia, essa ligação fundamental muitas vezes é perdida. Como o nosso habitat mudou do mundo natural para o mundo construído, precisamos achar soluções para criar um habitat saudável no ambiente moderno construído.

Compreendendo os benefícios deste contato direto com a natureza de uma forma científica é que surgiu o conceito do Design Biofílico. 

O design biofílico pode ser definido como uma técnica responsável por trazer elementos naturais para os ambientes, promovendo uma inclusão de sistemas e processos naturais em edifícios e paisagens construídas.

Quais são os benefícios do Design Biofílico?

É comprovado que o contato com a natureza auxilia em várias áreas da vida, principalmente na saúde das pessoas. 

Em qualquer ambiente – seja corporativo, escolar, interno ou externo – os benefícios do design biofílico são a redução do estresse, aumento da produtividade e do desempenho, tranquilidade e bem-estar das pessoas.

Além disso, o design biofílico também pode estimular a criatividade, ajudar na concentração e trazer mais beleza e tranquilidade para os ambientes.

Quais os pilares desse conceito?

A prática do Design Biofílico envolve a aplicação de várias estratégias de projeto, às quais nos referimos como experiências.

O design biofílico consiste em três pilares / experiências:

1 – Experiência Direta da Natureza

Envolve o contato direto com a natureza, como a presença de luz, plantas, água, ar, animais, paisagens, etc.

ambiente interno com design biofilico
Sede da Amazon, em Seattle, nos Estados Unidos. A presença das plantas pode reduzir o estresse, contribuir para a saúde física, melhorar o conforto e melhorar o desempenho e produtividade.

2 – Experiência indireta da natureza

A experiência indireta traz a sensação de lembrança da natureza, como a inclusão de imagens que fazem referência ao meio ambiente, Biomimética, paletas de cores baseadas em paisagens naturais, etc.

Ambiente hospitalar interno com design biofílico
Hospital infantil The Royal, em Melbourne, na Austrália. A inclusão de características naturais como aquários tem sido associada a níveis mais baixos de ansiedade do paciente em ambientes de saúde.

3 – Experiência de lugar e espaço

Esse pilar traz ao ambiente aspectos que fazem referência às características da natureza, como prospecção, refúgio, complexidade organizada, etc.

ambiente residencial com design biofílico
A Casa Flutuante em Punta Arenas, Costa Rica, projetada por Benjamin Garcia Save utiliza espaços de transição para conectar o ambiente interno e externo à floresta, contribuindo para os sentimentos de orientação e segurança. A aplicação bem-sucedida do Design Biofílico resulta em diversos benefícios físicos, como melhor condicionamento físico e menor pressão arterial; mentais, como menos estresse e ansiedade; e comportamentais, como melhor interação social e menos agressividade.

Relação entre neuroarquitetura e biofilia

A Neuroarquitetura é caracterizada pela aplicação de conceitos da neurociência aos ambientes e espaços construídos, sejam eles públicos, edifícios, casas, shopping centers ou escolas.

Esse conceito está bastante ligado com a ideia da biofilia, uma vez que os dois utilizam-se de elementos naturais com o objetivo de trazer melhorias na qualidade de vida das pessoas e dos ambientes.

Ecotelhado é referência em sistemas para Design Biofílico 

Sempre pensando em iniciativas sustentáveis, a Ecotelhado possui diversas opções de sistemas que promovem o design biofílico, entre eles os jardins verticais e paredes verdes. 

Entre em contato conosco e conheça mais sobre nossos serviços!

Texto escrito por: Arq. Bia Rafaelli Casaccia 

Referências do artigo:  “The Practice of Biophilic Design – Stephen R. Kellert, Elizabeth Calabrese” e “Nature by Design – The Practice of Biophilic Design – Stephen R. Kellert”.